DISJUNTOR DE CHUVEIRO CAINDO

Instalação e Manutenção Elétrica

Disjuntor de chuveiro caindo

 

O chuveiro é um dos equipamentos com maior potência dentro de uma residência, por isso necessita de um circuito individual com disjuntor e fiação adequados para seu funcionamento.

 

Algumas pessoas acreditam que a instalação de chuveiro elétrico é um serviço simples que pode ser realizado por qualquer pessoa, é aí que mora o perigo.

 

Ao realizar a instalação, não consideram aspectos fundamentais para que o chuveiro seja instalado de maneira adequada e tenha uma vida útil maior.

 

O começo dos problemas pode começar na má instalação, que pode envolver:

 

  • Amperagem de disjuntor incorreta
  • Bitola do fio mal dimensionada
  • Potência
  • Voltagem

 

A instalação elétrica de chuveiro deve ser feita por um eletricista profissional, porque envolve conhecimento elétrico e técnica, nem sempre a instalação é apenas ligar os fios, uma instalação bem feita envolve mais do que isso.

 

Em casos de instalação mal feita, o disjuntor é essencial para proteger o circuito do chuveiro, logo, o disjuntor caindo é sinal de alerta.

 

O que faz o disjuntor de chuveiro cair?

 

Distância do chuveiro até o disjuntor:

De acordo com a norma NBR 5410, os disjuntores devem ser instalados com distância de no mínimo 1,2 metros do chuveiro. Quanto maior a distância, maior o risco de curto-circuito provocado por superaquecimento do fio.

 

Compartilhamento de circuito:

Como já dissemos, o chuveiro deve funcionar com um disjuntor exclusivo para seu circuito elétrico, caso o circuito seja compartilhado com outro aparelho, irá ocorrer sobrecarga de corrente, porque os dois aparelhos juntos ultrapassam a capacidade do disjuntor.

 

O chuveiro funciona através de uma tomada:

Geralmente, tomadas comuns suportam até 10 A de corrente, o chuveiro exige amperagem muito maior, portanto, esse tipo de ligação é irregular e causa danos à tomada e a fiação porque superaquece podendo gerar curto-circuito.

 

Potência incompatível com a fiação elétrica:

Quando a potência do chuveiro é maior que a suportada pelos fios, o disjuntor desarma para evitar curto-circuito provocado pelo aquecimento dos fios. Entretanto, o disjuntor só irá desarmar se estiver escalado corretamente, há situações em que a instalação do disjuntor é feita com fiação fina para os amperes do disjuntor. Nesse caso, o disjuntor irá passar muita eletricidade sem conseguir identificar que está acontecendo superaquecimento no sistema, provocando um incêndio elétrico.

 

Mau contato:

Conexões mal feitas ou parafusos frouxos também provocam superaquecimento que pode provocar curto-circuito, choque elétrico e incêndio, nesse caso o disjuntor desarma para proteger a instalação.

 

O que fazer para o disjuntor do chuveiro não cair?

 

Para evitar que o disjuntor do chuveiro fique caindo, é importante chamar um eletricista para realizar a instalação e realizar as mudanças necessárias caso haja necessidade.

 

O eletricista deve ser chamado com maior urgência, caso os problemas relacionados ao chuveiro já tenham aparecido e o disjuntor já desarme com frequência.

 

Não dá para tentar resolver esse tipo de situação sem a ajuda de um profissional, é necessário realizar uma vistoria para descobrir onde está o problema e resolvê-lo de maneira eficaz, Adriano Eletricista é uma empresa profissional apta a resolver esse tipo de problema.

 

Caso pretenda trocar de chuveiro elétrico, nunca esqueça de verificar a potência do chuveiro, essa medida é simples e essencial para que não haja problemas elétricos envolvendo a fiação e o disjuntor.

 

Vale ressaltar que nem sempre o disjuntor do chuveiro desarma pelas razões mencionadas neste artigo, é importante observar em que situações o disjuntor desarma, e busque um profissional. Quer saber mais sobre disjuntor desarmando?

 

 

 

Todos os direitos reservados: Adriano Eletricista

error: Content is protected !!